manuais-escolares-esgotados-por-atraso-de-editoras

Notícias

Manuais escolares esgotados por atraso de editoras

1 min. 30.08.2020

Há manuais esgotados e as livrarias estão com dificuldade em responder aos pedidos dos pais, escreve hoje o Jornal de Notícias. Segundo o jornal, a razão deve-se ao atraso no fornecimento das editoras, que falam numa "corrida contra o tempo" para responderem às necessidades.

Em causa estará a decisão tardia do Ministério da Educação de suspender devolução dos livros, em virtude da pandemia, obrigando a que todos os livros do ano letivo que começa a partir de 14 de setembro sejam novos.

Jorge Ascenção, da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap) disse ao JN que ainda não há pressão na compra dos manuais, mas apelou às famílias que não adiem as encomendas. "

Em julho, as editoras, já tinham avisado que estariam numa "corrida contra o tempo" e que tinham de fazer "em pouco mais de um mês algo que, por regra, exige quatro a cinco meses de trabalho".

Entretanto, Fonte da Porto Editora, um dos grupos com maior produção de manuais, garantiu ao JN que já foram abastecidos "50% dos manuais escolares encomendados", acrescentando ter a expectativa que "até aos primeiros dias de aulas "a grande maioria dos livros estará nas mãos dos alunos. 

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.