centenario-de-amalia-rodrigues-celebrado-hoje-com-diversas-iniciativas

Notícias

Centenário de Amália Rodrigues celebrado hoje com diversas iniciativas

2 min. 23.07.2020

Amália da Piedade Rebordão Rodrigues, que deu voz a êxitos como "Ai, Mouraria", "Povo que Lavas no Rio" ou "Estranha forma de vida", entre outros, completaria hoje 100 anos.

ma missa, uma emissão filatélica e concertos são algumas iniciativas que hoje celebram o centenário da fadista, que morreu em 1999.

Também hoje chega ao mercado, com o selo da discográfica Valentim de Carvalho, uma caixa com cinco discos que incluem gravações inéditas da fadista em Paris, no âmbito do projeto de edição da obra completa de Amália Rodrigues (1920-1999), liderado por Frederico Santiago.

Este ano, a discográfica conta ainda editar dois discos, "Amália 1970 ensaios", com material inédito gravado em estúdio e em casa, e a reedição do álbum "Busto" (1962), acompanhada das sessões que deram origem a este disco.

As celebrações do centenário do nascimento da fadista começam hoje às 09:30, com uma missa de ação de graças celebrada pelo cónego Ricardo Ferreira na Igreja de S. Vicente de Fora, em Lisboa.

Esta missa, segundo nota da Fundação Amália Rodrigues (FAR), é acompanhada por instrumentos de corda e leitura de poemas, contando com os músicos Pedro Marques (guitarra portuguesa), Lelo Nogueira (viola baixo) e Tony Queiroz (viola), sendo transmitida via 'streaming'.

Às 11:00, no vizinho Panteão Nacional, onde se encontra sepultado o corpo da fadista desde 2001, tem lugar a cerimónia de apresentação da emissão de selos comemorativa do centenário, pelos CTT - Correios de Portugal, com a presença, entre outras individualidades, da ministra da Cultura, Graça Fonseca.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.