portugal-entre-paises-europeus-com-maior-reducao-de-rede-ferroviaria

Notícias

Portugal entre países europeus com maior redução de rede ferroviária

1 min. 20.05.2020

Portugal, a par com França, foi o país europeu que mais rede ferroviária perdeu entre 1990 e 2017, num total de 17% de decréscimo, de acordo com dados divulgados pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT).

Num relatório sobre o setor, relativo ao ano de 2018, a AMT concluiu que “a rede nacional tem uma taxa de eletrificação acima da média europeia (64%) e uma densidade abaixo da média, quer em termos de área, quer de população”.

Segundo a AMT, no que diz respeito “ao investimento em Infraestruturas de Longa Duração (ILD), registou-se um ligeiro crescimento em 2018, para 92 milhões de euros, mas continua longe dos níveis de investimento realizado durante o período 2002-2011 que registou níveis médios anuais de 354 milhões de euros”.

Por outro lado, a procura no transporte ferroviário de passageiros “registou, entre 2017 e 2018, um aumento na ordem de 3,9% em termos de passageiros e 2,2% em termos de PKm [passageiros-quilómetro]”, o que mostra a manutenção da “tendência de crescimento da procura verificada nos anos anteriores, que ascende a +17% (passageiros) e +23% (PKm), entre 2013 e 2018”, indicou a AMT.

 

A AMT analisou ainda a regularidade e pontualidade do transporte ferroviário, tendo concluído que “os serviços de transporte de passageiros, em 2018, registaram um aumento acentuado do número de comboios suprimidos, bem como um aumento da percentagem de comboios com atraso devido, essencialmente, à ocorrência de greves e à indisponibilidade de material circulante”.

 

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.