act-ja-fiscalizou-mais-de-1000-empresas-em-lay-off

Notícias

ACT já fiscalizou mais de 1.000 empresas em 'lay-off'

2 min. 24.04.2020

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) já fiscalizou mais de 1.000 empresas que aderiram ao ‘lay-off’ simplificado, abrangendo cerca de 43 mil trabalhadores, disse a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

“A ACT já está a fazer ações de inspeção, começou no dia 15 de abril uma ação nacional dirigida aos temas que, neste momento, têm sido objeto de denúncias e reclamações dos trabalhadores”, afirmou a ministra, após uma reunião com a CGTP por videoconferência, ao final do dia deste quinta-feira.

De acordo com Ana Mendes Godinho, as inspeções estiveram relacionadas com questões ligadas às remunerações, à organização do tempo de trabalho e sobre segurança e saúde no trabalho.

“São estas as três principais matérias que têm sido objeto de reclamações à ACT”, destacou a ministra, sem revelar os resultados das ações inspetivas.

Estes resultados, acrescentou, são consequência “da capacidade acrescida que foi dada à ACT”, tanto no âmbito dos recursos humanos, com reforço de inspetores, como das novas competências dadas à autoridade ao abrigo do estado de emergência.

Os 40 inspetores que estavam na fase de estágio já estão no terreno e há mais 12 de outras áreas que fazem parte desta ação, contou Ana Mendes Godinho.

A CGTP tem denunciado “abusos” por parte das empresas em ‘lay-off’, quer em termos de desregulação dos horários de trabalho ou da compensação que é paga aos trabalhadores.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.