enfermeiro-portugues-comovido-com-mensagem-de-boris-johnson

Notícias

Enfermeiro português "comovido" com mensagem de Boris Johnson

3 min. 23.04.2020

Um dos enfermeiros portugueses mais conhecidos em Portugal e no Reino Unido, Luís Pitarma, reagiu, esta quinta-feira, às palavras de agradecimento de Boris Johnson, depois do profissional de saúde ter sido um dos responsáveis pela sua recuperação na luta contra a covid-19, numa nota partilhada pelo Hospital de St. Thomas, onde o primeiro-ministro britânico esteve internado e o enfermeiro português trabalha há mais de quatro anos.

Luis Pitarma, natural de Aveiro, afirma ter ficado "comovido" quando o primeiro-ministro britânico mencionou o seu nome e lhe agradeceu diretamente pelos seus cuidados, através das redes sociais e em plena conferencia de imprensa, já depois de ter abandonado o hospital. "Não tenho palavras para descrever como me senti quando vi [o vídeo]. Deixou-me bastante comovido. Fiquei realmente surpreendido, mas muito feliz. Eu nunca pensei que teria um destaque assim. A mensagem do primeiro-ministro realmente veio do coração. Foi a mensagem mais honesta que eu já vi", confessou."Espero poder encontrá-lo novamente um dia, quando ele estiver totalmente recuperado", disse o enfermeiro. 

"E espero que não se importem se eu mencionar em particular dois enfermeiros que ficaram ao meu lado durante 48 horas quando as coisas poderiam ter dado para o torto. São a Jenny da Nova Zelândia, Invercargill, na Ilha Sul, para ser exato, e Luís, de Portugal, perto do Porto", disse o chefe do governo. 

O enfermeiro admite ter ficado "nervoso" quando lhe disseram que iria ser um dos responsáveis por cuidar de perto Boris Johnson. "Estavam confiantes que eu iria lidar bem com a situação. Mas eu senti-me nervoso no início - ele era o primeiro-ministro", admitiu."A responsabilidade que eu tinha nas minhas mãos era muito grande. Eu realmente não sabia como o tratar - devo chamá-lo de Boris, Sr. Johnson ou primeiro-ministro?", Acrescentou o português. 

No primeiro contacto com Boris, o enfermeiro perguntou-lhe como é que este gostaria de ser tratado. “Ele disse para o chamar Boris. Isso deixou-me menos nervoso, ele retirou qualquer formalidade que poderia existir entre nós. Ele só queria ser cuidado como qualquer outra pessoa"

Apesar de tudo o que aconteceu com o primeiro-ministro o ter deixado abismado, o português afirma que o mais "surreal" de toda a situação foi ter recebido uma chamada de Marcelo Rebelo de Sousa a agradecer-lhe pelo trabalho. "Foi surreal, mas fiquei muito orgulhoso de receber o telefonema dele. Ele mostrou-se agradecido pelo que fiz, por ser enfermeiro e por representar o país", revelou o enfermeiro, que foi convidado para visitar o Palácio de Belém quando estiver em Portugal.

"Ser agradecido pelo primeiro-ministro e pelo Presidente português nas mesmas horas foi incrível, eu realmente não podia acreditar no que estava a acontecer. Aparentemente, eu sou uma celebridade em Portugal agora! É ótimo conseguir mais reconhecimento para os enfermeiros de lá", sublinhou.

Sobre que passos se seguem na sua vida profissional, Luís afirma que é importante "continuar o trabalho normalmente. Outros pacientes precisam do mesmo nível de atendimento que o primeiro-ministro. Há vidas para salvar e uma equipa para apoiar".

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.