pascoa-a-porta-enchentes-nos-hipermercados

Notícias

Páscoa à porta, enchentes nos hipermercados

2 min. 10.04.2020

A notícia é avançada pelo JN que dão conta de filas intermináveis. Com o carrinho de compras e a tentar respeitar o distanciamento social, muitas pessoas acumulavam-se, ontem, à porta de alguns super e hipermercados do Grande Porto. Era preciso esperar mais de meia hora para entrar.

O fenómeno, que já não se registava há mais de duas semanas, terá sido espoletado pela Páscoa que, mesmo sem as tradicionais procissões, missas e viagens à terra, é para ser celebrada.

Isabel Ferreira mora ao lado do Continente de Rio Tinto, em Gondomar, onde ontem, ao início da tarde, a fila dava a volta à praceta. Já não via este cenário desde que foi decretado o estado de emergência, há mais de duas semanas, e a população correu aos supermercados para abastecer despensas.

"Normalmente, venho fazer as compras durante a manhã", explicou a moradora ao JN.

No Auchan do Parque Nascente, também em Rio Tinto, o cenário era idêntico. Com o ritmo marcado pelo segurança à porta do estabelecimento, interrompido apenas por profissionais de saúde, que têm prioridade, a fila avançava lentamente.

Nos altifalantes do centro comercial, em vez da habitual música ambiente, emitia-se uma mensagem de apelo. "Pede-se aos clientes que mantenham a distância de segurança". Apesar dos conselhos e avisos, um grupo de mulheres rodeada de crianças percorriam os corredores do shopping que, se não fosse o supermercado, estava sem vida.

Um funcionário do grupo de distribuição francês, que preferiu manter o anonimato, explicou ao JN que não tem sido sempre assim e que a correria aos bens essenciais tinha acalmado já há muito. Contudo, com o aproximar da Páscoa, muito mais pessoas acorreram aos supermercados.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.